Neste ano a MAD RATS completa 35 ANOS de IDADE! Nas últimas 3 décadas, não apenas produzimos materiais para o skate brasileiro, como trabalhamos duro para construí-lo dia a dia. E esta foi uma história coletiva, já que cada um de nossos skatistas, funcionários, parceiros, bandas e, sobretudo, os apaixonados pela marca de maneira geral, contribuíram de algum modo para que ela pudesse transformar-se e amadurecer, acompanhando o skate, a cultura de rua e o underground brasileiro.

Abertura democrática: Skate, Cultura e Rebeldia!

O início dos anos 80 vivia um movimento jovem muito criativo. A ditadura militar não se sustentava mais, era o inicio da abertura política. Os filhos de exilados retornando ao país, o punk rock borbulhando na Europa e América do Norte e o skate se manifestando como estilo de vida. Os movimentos políticos haviam sido abafados pela repressão da ditadura, mas a inquietude vinha de dentro e nascia um movimento cultural que deu a cara do foi aquela década.

Dois moleques, skatistas que viviam esse momento e traziam de dentro essa vontade de manifestação, enxergaram uma necessidade latente de falar através da imagem pessoal. O punk rock era fator influenciador inclusive no skate mundial, ou o que restara dele. O Brasil de portas fechadas ao mercado mundial limitava os calçados a sapatos ou tênis para futebol, vôlei e basquete. Não existia um calçado voltado para público jovem e nas escolas, os sapatos de couro integravam os uniformes, enquanto os tênis eram permitidos apenas nas aulas de Educação Física. Era uma outra época.

* Página em construção colaborativa. Contribuições para este trabalho podem ser enviadas para o e-mail: marketing@madrats.com.br
(serão dados os devidos créditos pela pesquisa).

1983 ...e surge a Mad Rats!

Dois skatistas profissionais da primeira geração no Brasil, iniciaram a Mad Rats, mas não existiam ainda muitas pistas, nem revistas e os eventos de skate eram muito raros. Eles apenas faziam parte de um pequeno grupo muito habilidoso em cima de um carrinho sem freios. Dessa conturbada experiência nasceu a MAD RATS...o primeiro tênis para skate do Brasil!

Na foto abaixo, publicada no livro A Onda Dura, Fabio Bolota (um dos primeiros skatistas da Mad Rats), Edu Brito e (logo atrás) Fernandinho Batman, na Praça do Por do Sol.

1

1984

No início da Mad Rats, os modelos produzidos eram os que hoje chamamos “Slip On” e “Summer". Eram tênis de cano baixo, em lona com solado de borracha. O grande diferencial era a possibilidade de adquiri-los com estampas e cores que chocavam à época. Modelos com estampas quadriculadas e cores fluorescentes piravam as cabeças dos mais rebeldes daquele período.

Os MAD RATS viraram uma febre e quem não teve um par nos anos 80, podemos dizer que não viveu aquele tempo. Consolidada, a marca começou a investir no esporte, o SKATEBOARD. Criaram-se parcerias, investiu-se em skatistas, eventos de skate, campeonatos e, consequentemente, todo esse movimento culminou com a criação de uma revista de skate. Todo um mercado em torno de um esporte foi construído. Nada foi feito sem o apoio de outros líderes do skate nacional, foi uma construção conjunta onde a MAD RATS configurou como principal investidora.

2
ratos

Ainda em 1984 a Mad Rats iniciou um forte trabalho de incentivo ao rock brasileiro, patrocinando festivais de punk rock que contavam com bandas como Ratos de Porão, Ira, Cólera, Inocentes, Mercenárias, Metrô, Voluntários da Pátria, dentre outras.

Álvaro Porque foi o primeiro skatista profissional a assinar um contrato com salário mensal. Naquela época, os skatistas profissionais eram remunerados muito esporadicamente, e a grande maioria recebia apenas produtos das marcas que representavam. Na foto acima, o skatista Álvaro Porque! ilustra um dos primeiros anúncios da Mad Rats (Guará, 1984 - Revista Visual Esportivo).

1985

Como relatado por Fabio Bolota no livro "A Onda Dura" (2000),

"Gradativamente o Skate se projetava, devido única e exclusivamente aos remanescentes que sempre trabalhavam para não deixar a chama apagar. 1985 começa com uma virada na história do esporte. O Skate não tinha um veículo próprio de divulgação, sempre dividindo espaço com publicações de outros esportes. Cansado dessa situação, Fábio Bolota propõe ao fotógrafo e freestyler Jair Borelli a produção de uma matéria especial para divulgar o street. Essa matéria foi o germe da primeira revista de Skate dos anos 80, e a primeira editada em São Paulo, a Overall. A partir daí o esporte ganha mais cores e começa a mostrar sua cara para o Brasil inteiro".

1985_2
1985_4
1985_3

Na galeria abaixo, temos a edição Número 00 da Revista Overall (publicada até Maio de 1991), com Álvaro Porque! de Mad Rats no pé, em dezembro de 1985. Temos também o primeiro anúncio de um tênis de skate publicado numa revista especializada no Brasil, com o Salada executando um frontside rock n' roll, fotografado por Petrônio Vilela.

1985_1
1986_5

1986 - Skate, Música e Cultura Underground

Em março de 1986 foi lançada a Revista Yeah! que trazia na capa de sua edição número 1, um invert do skatista Álvaro Porque!, fotografado por André Sader.

Naquele ano também aconteceu o "Sims Mad Rats POA", o primeiro campeonato de skate a fazer uma premiação em dinheiro.

No campo musical, a Mad Rats também patrocinou o 1º LP das Mercenárias (Cadê as armas?), além do 2º LP dos Inocentes (Pânico em SP).

1986_3
1986_4

Na galeria abaixo, temos a edição Número 00 da Revista Overall (publicada até Maio de 1991), com Álvaro Porque! de Mad Rats no pé, em dezembro de 1985. Temos também o primeiro anúncio de um tênis de skate publicado numa revista especializada no Brasil, com o Salada executando um frontside rock n' roll, fotografado por Petrônio Vilela.

1986_1
1986_2
1986_6

1987

Em 1987 a Mad Rats apoiou a turnê da banda Ratos de Porão no exterior. Veja no vídeo do Programa "Contos do Rock" (no Canal Multishow), o relato de João Gordo (aos 5 minutos) falando da Mad Rats e das roubadas da viagem.

55
ratos2

1988

Em 1987 a Mad Rats apoiou a turnê da banda Ratos de Porão no exterior. Veja no vídeo do Programa "Contos do Rock" (no Canal Multishow), o relato de João Gordo (aos 5 minutos) falando da Mad Rats e das roubadas da viagem.

1988_1
1988_3
1988_2

Foi nesse ano que o então prefeito de São Paulo, Jânio Quadros, proibiu a prática do skate nas ruas (Lei 25.871/88), gerando manifestações e tornando-se um dos fatos políticos mais marcantes da história do skate brasileiro (a lei seria revogada em 1990, pela sucessora de Jânio, Luiza Erundina). Em Agosto de 1988 também surgia a Revista Skatin (Editora Azul), com edições bimestrais. Ela manteve suas atividades até 1990, após 14 edições. A capa da edição número 1 (na galeria), trazia o skatista Pedro “Pê” (com apenas nove anos), fotografado por Cândido Neto.

1989

- Ladeira da Morte - 3º evento de skate a ser transmitido ao vivo pela TV.

- 1º Primeiro Circuito Brasileiro de Skate (UBS)

- Campeonato de Street Skate de Guará (1989), com narração do Dr. Anshowinhas e comentários de Guto Gimenez (assista os vídeos abaixo)

1990

Em 1990 a Mad Rats laçou suas rodas Speed Wheels (67 mm / 97A), nas cores branca, azul, e vermelha, específicas para skatepark, bowl/banks e half-pipe. No slogan: "Essa também é a melhor roda do mercado...Só que esta é Mad Rats!" . Também em 1990, a ex-prefeita da cidade de São Paulo, Luiza Erundina (ao lado do skatista Paulo Anchowinhas) revogou a lei que proibia a prática do skate na cidade. A lei havia sido criada em 1988 (25.871/88) pelo prefeito anterior, Jânio Quadros, que acabou proibindo o uso do skate na cidade por dois anos, sob a alegação de que o esporte estaria associado à cultura punk e acabaria atrapalhando os pedestres nas calçadas. A foto é de Epitácio Pessoa.

19901
19902
tribo

1991

Em 1991, após diversos abalos econômicos em todo o mercado, o skate começava a andar com a próprias pernas. Em setembro daquele ano, remanescentes de antigas publicações uniram-se para lançar aquela que seria a revista com mais tempo de atuação no país: a Revista Tribo Skate. Na edição Número 1Marcelo Just apontava para o alvorecer de uma nova era!

1992

Em 1992 a Revista Vital Skate mudou seu logotipo e passou a ser chamada VS Magazine. Na capa da Edição nº 1 aparece Rodrigo Menezes naPrestige skatepark, fotografado por Hélio Greco. Nesta edição, o anúncio da Mad Rats trazia esta arte com Bob Burniquist, desenvolvida a partir da foto de Ivan Shupikov (clique nas imagens para vê-las ampliadas).

mr1
mr2

1993

Com o slogan "Ou você evolui...ou fica velho!", foi produzido este comercial para a Mad Rats em 1993, com Bob Bournquist, dirigido e editado por Marco Felippe (Curitiba/PR). Ele foi veiculado no programa Skate Session.

2000

No ano 2000 foi lançado o livro A Onda Dura, que trata sobre o skate no Brasil, contando o que aconteceu de mais importante nas 3 décadas anteriores, além de depoimentos sobre comportamento e música do universo skate. Ele foi escrito por César GyrãoCecília MãeCesinha ChavesFábio Bolota,Marcos ET Cunha, e Guto Jimenez. As fotos mostradas no livro são de vários fotógrafos, como Roberto PriceShin ShikumaFernando MoraesJair BorelliIvan ShupicovDaniel Bourqui, dentre outros. Histórias e imagens foram resgatadas e editadas por Eduardo Britto e seu irmão Fábio (Bolota). Eles levaram três anos para concluir o projeto.

2006

Em 2006 a Mad Rats apoiou o lançamento do CD "OLD SCHOOL VETERANS BRAZILIASTA" da banda gaúcha de punk rock Os Replicantes. Ilustrando a capa do CD (e com adesivos da Mad Rats no shape) o Renatão DOliveira (do site SkateOnline) executa esse frontside fifty.

2009

Em 2009 a Mad Rats lançou novos modelos com o conceito "Novo, com cara de usado". Para o lançamento foi produzido um vídeo em Stop Motion em que um tênis Mad Rats anda pelas calçadas, escadas e ruas urbanas. Agência: Agnelo Pacheco. Criação: Guga Lemes. Direção: Guga Lemes e Wagner Almeida. Edição: Roberto Dal Poggetto. Trilha: Audio Design. Maestro: Aldo Fontella

2010

Lançamento do filme Vida Sobra Rodas de Daniel Bacaro. Abaixo, você confere o trailer oficial do filme.

2011

 Virada Esportiva em São Paulo

- Circuito Universitário de Skate

- Ladeira da Morte 2011 - Homenagem a Willians Indião

- Mauro Mureta, skatista profissional, renova contrato com a MAD RATS

58adef9021

2012

O ano de 2012 foi bastante movimentado para a Mad Rats. Nos dias 13, 14 e 15 de julho aconteceu o III Skate na Velocidade, realizado em Santana do Parnaíba (SP). Tivemos uma competição acirrada, de alto nível, contando com a participação dos melhores riders da América Latina (veja o vídeo abaixo).

Entre os dias 27 e 31 de Agosto rolou o Rolê Mad Rats com o Mureta em Porto Alegre e Região. No decorrer destes 5 dias, tivemos muito skate e diversão por diversos picos, com toda a equipe Mad Rats do Rio Grande do Sul, além de diversos amigos que se uniram ao rolê.

2012

O ano de 2012 foi bastante movimentado para a Mad Rats. Nos dias 13, 14 e 15 de julho aconteceu o III Skate na Velocidade, realizado em Santana do Parnaíba (SP). Tivemos uma competição acirrada, de alto nível, contando com a participação dos melhores riders da América Latina (veja o vídeo abaixo).

Entre os dias 27 e 31 de Agosto rolou o Rolê Mad Rats com o Mureta em Porto Alegre e Região. No decorrer destes 5 dias, tivemos muito skate e diversão por diversos picos, com toda a equipe Mad Rats do Rio Grande do Sul, além de diversos amigos que se uniram ao rolê.

20007

2012

O ano de 2012 foi bastante movimentado para a Mad Rats. Nos dias 13, 14 e 15 de julho aconteceu o III Skate na Velocidade, realizado em Santana do Parnaíba (SP). Tivemos uma competição acirrada, de alto nível, contando com a participação dos melhores riders da América Latina (veja o vídeo abaixo).

Entre os dias 27 e 31 de Agosto rolou o Rolê Mad Rats com o Mureta em Porto Alegre e Região. No decorrer destes 5 dias, tivemos muito skate e diversão por diversos picos, com toda a equipe Mad Rats do Rio Grande do Sul, além de diversos amigos que se uniram ao rolê.

20008
20004
20006
20003

Na virada outubro/novembro de 2012, foi lançada a 1ª Edição da Revista Crvis3r (Cruiser) que, dentre uma grande diversidade de conteúdos, trouxe na seção "Perfil" com uma matéria de 3 páginas com a skatista profissional da Mad Rats Christie Aleixo, além de uma nota na seção "Lado A", destacando a liderança do skatista Douglas DaLua no IGSA. A revista bimestral tem distribuição gratuita e pode ser encontrada nas melhores boardshops.

Tornando-se um marco para o skate brasileiro, o skatista Douglas DaLua se tornaria o Primeiro Campeão Mundial de Downhill Speed da América do Sul, no 2012 IGSA World Cup Series Open Downhill Skateboarding Championship. A conquista do título viria junto com sua vitória no Heels África Hot IGSA World Cup Series Finale, realizado em Kogelberg, África do Sul.

20005

Na virada outubro/novembro de 2012, foi lançada a 1ª Edição da Revista Crvis3r (Cruiser) que, dentre uma grande diversidade de conteúdos, trouxe na seção "Perfil" com uma matéria de 3 páginas com a skatista profissional da Mad Rats Christie Aleixo, além de uma nota na seção "Lado A", destacando a liderança do skatista Douglas DaLua no IGSA. A revista bimestral tem distribuição gratuita e pode ser encontrada nas melhores boardshops.

Tornando-se um marco para o skate brasileiro, o skatista Douglas DaLua se tornaria o Primeiro Campeão Mundial de Downhill Speed da América do Sul, no 2012 IGSA World Cup Series Open Downhill Skateboarding Championship. A conquista do título viria junto com sua vitória no Heels África Hot IGSA World Cup Series Finale, realizado em Kogelberg, África do Sul.

2013

Como parte das comemorações dos 30 Anos da Mad Rats, iniciamos o ano de 2013 com o Concurso de Desenhos para selecionar um Selo Comemorativo para a marca. Realizamos também o Concurso de Fotografias Mad Rats 30 Anos nas Ruas, que premiou trabalhos fotográficos em 4 categorias: a) Skate na Veia (fotos de skate atuais, com Mad Rats no pé!); b) Ratofonia (fotos ligadas à bandas, grupos, shows, baladas); c) Epidemia (fotos ligadas ao cotidiano, viagens, paisagens, praias, ou qualquer lugar onde um tênis Mad Rats fique bonito na foto); e d) Clássicos (fotos antigas, ligadas à história da Mad Rats no decorrer dos últimos 30 Anos). Algumas dessas fotos foram integradas à Linha do Tempo Mad Rats.

Na virada outubro/novembro de 2012, foi lançada a 1ª Edição da Revista Crvis3r (Cruiser) que, dentre uma grande diversidade de conteúdos, trouxe na seção "Perfil" com uma matéria de 3 páginas com a skatista profissional da Mad Rats Christie Aleixo, além de uma nota na seção "Lado A", destacando a liderança do skatista Douglas DaLua no IGSA. A revista bimestral tem distribuição gratuita e pode ser encontrada nas melhores boardshops.

Tornando-se um marco para o skate brasileiro, o skatista Douglas DaLua se tornaria o Primeiro Campeão Mundial de Downhill Speed da América do Sul, no 2012 IGSA World Cup Series Open Downhill Skateboarding Championship. A conquista do título viria junto com sua vitória no Heels África Hot IGSA World Cup Series Finale, realizado em Kogelberg, África do Sul.

0c8ff71e5e
3b84852a20
82d46937b9
c8d1d69c32

Na virada outubro/novembro de 2012, foi lançada a 1ª Edição da Revista Crvis3r (Cruiser) que, dentre uma grande diversidade de conteúdos, trouxe na seção "Perfil" com uma matéria de 3 páginas com a skatista profissional da Mad Rats Christie Aleixo, além de uma nota na seção "Lado A", destacando a liderança do skatista Douglas DaLua no IGSA. A revista bimestral tem distribuição gratuita e pode ser encontrada nas melhores boardshops.

Tornando-se um marco para o skate brasileiro, o skatista Douglas DaLua se tornaria o Primeiro Campeão Mundial de Downhill Speed da América do Sul, no 2012 IGSA World Cup Series Open Downhill Skateboarding Championship. A conquista do título viria junto com sua vitória no Heels África Hot IGSA World Cup Series Finale, realizado em Kogelberg, África do Sul.

9f67ca7255
839e19ed2e
affadbb281
675468691d
e265482fed

Na virada outubro/novembro de 2012, foi lançada a 1ª Edição da Revista Crvis3r (Cruiser) que, dentre uma grande diversidade de conteúdos, trouxe na seção "Perfil" com uma matéria de 3 páginas com a skatista profissional da Mad Rats Christie Aleixo, além de uma nota na seção "Lado A", destacando a liderança do skatista Douglas DaLua no IGSA. A revista bimestral tem distribuição gratuita e pode ser encontrada nas melhores boardshops.

Tornando-se um marco para o skate brasileiro, o skatista Douglas DaLua se tornaria o Primeiro Campeão Mundial de Downhill Speed da América do Sul, no 2012 IGSA World Cup Series Open Downhill Skateboarding Championship. A conquista do título viria junto com sua vitória no Heels África Hot IGSA World Cup Series Finale, realizado em Kogelberg, África do Sul.