O projeto da Prefeitura teve investimento de R$ 13,4 milhões para criar um complexo de pistas e circuitos com obstáculos para diferentes práticas esportivas, como uma área exclusiva para o parkour e uma rampa de skate. “Todos os equipamentos receberam um acompanhamento técnico de profissionais e atletas da área, desde o projeto”, explica Carlos Alberto de Lima, coordenador de esportes radicais da Secretaria de Esportes, Lazer e Recreação.

Entre os destaques do lugar, há três pistas de pump track – um circuito de elevações e curvas onde é possível andar de bicicleta, patins ou patinete. São três níveis de dificuldades: de iniciante a avançado. Também está em processo de revitalização uma antiga arena de sumô que já estava no local.

As atividades no complexo serão acompanhadas por monitores e será obrigatório o uso de equipamento de segurança. O espaço também possui um ambulatório.

Em uma segunda fase do projeto, ainda sem previsão de abertura, será construído um ginásio. Do lado de fora, também está programada a criação de duas paredes para escalada e um palco. A ideia é que, no futuro, o centro receba shows, campeonatos e outros eventos esportivos.

Fonte: http://cultura.estadao.com.br/

 

Voltar

CONTATO